top of page
  • Foto do escritorMichele Costa

Conheça: Lâmpada Mágica

A palavra mágica, presente no nome da banda, vai além da apresentação: ela carrega o resultado do encontro de Ítalo, Pedro e Josefo e traz o encanto da psicodelia. Dessa maneira, Lâmpada Mágica compartilha com o público toda sua psicodelia.


Neste ano, o trio apresentou suas músicas. "Kombi Colorida", o primeiro single, traz as características de cada integrante. Além disso, a canção conversa com sensações e momentos de vida dos amigos que encontraram na música o lazer. 


Em "13", Lâmpada Mágica retrata um momento de distância física entre duas pessoas, em que a saudade corrói a saúde mental do eu-lírico. "É uma música que abraça e embala o público nos sentimentos de saudade, luto e amor. A adição de efeitos enérgicos [na música] costumeiramente é interpretada como superação da dor ou tomada de atitude perante a saudade", explica Ítalo, que escreveu a canção em um momento particular da sua vida. "Trata da dor da saudade, do luto e dos sentimentos intensos que sentimos quando estamos distantes de nossas pessoas queridas. Ela foi escrita numa época que eu e minha namorada morávamos cada um em um estado e nos víamos pouco, mas concomitantemente, nesse processo do relacionamento a distância, perdi minha avó paterna e a música automaticamente ganhou peso nessas memórias." A música também pode ser um recado aos amigos que estão distantes. 



Já em "Aquele Olhar", lançado em novembro, aborda nova faceta do trio: os amigos apresentam o lado mais romântico. Com uma onda melancólica, Lâmpada Mágica combina a razão e a emoção de estarem em uma situação de vulnerabilidade sentimental e amorosa. Uma banda que apresenta diversas facetas deve ser ouvida diversas facetas.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page