• Desalinho

Da Borges ao Porto Seco

A palavra baluarte é de extrema importância para o samba. É ela que demanda, explica, os pilares vivos de uma escola de samba, ou seja, baluarte são aquelas pessoas que possuem uma atuação importante para a escola dar continuidade, ser o que é. Inclusive, é a partir dessa palavra que a websérie "Da Borges ao Porto Seco: A Incrível História dos Baluartes do Samba em Ano de Pandemia", dirigida por Carla Joner, apresenta os diversos protagonistas da velha guarda do carnaval gaúcho que dedicam suas vidas durante o ano todo. O resultado pode ser visto pelo Youtube da Joner Produções.


Gravado durante três meses, no Complexo Cultural do Porto Seco, local onde ocorrem os desfiles do Carnaval de Porto Alegre no bairro Rubem Berta, e alguns outros endereços, a websérie promoveu aulas-espetáculos e traz depoimentos de figuras importantes, como é o caso de Janaina Maia, que faz parte da Ala de Passistas e o compositor Joaquim Pereira de Lucena Neto.


"Da Borges ao Porto Seco: A Incrível História dos Baluartes do Samba em Ano de Pandemia" contém 24 episódios independentes. A estrutura narrativa está dividida em dois momentos: as entrevistas com os personagens, em suas casas, apresentando-os de forma intimista; e as aulas-espetáculos, ambientadas em um estúdio montado e cenografado dentro de um barracão.


Leia também:

Lili Araújo celebra a vida com samba e o jazz

O redescobrimento de Maria Benedita Bormann

Impressões: Ho-Ba-La-Lá: À Procura de João Gilberto


A própria diretora explica como a ideia da websérie surgiu: "A ideia do projeto surgiu num momento em que o carnaval foi silenciado e passou a impactar dramaticamente o setor com o cancelamento de diversas atividades. São processos culturais que definem a vida de pessoas, para além dos três dias de desfiles, pois traz na cadeia produtiva o sustento de serralheiros, costureiras, músicos, cenotécnicos, eletricistas, profissionais da dança, coreógrafos, cenógrafos, iluminadores e tantos outros. Acredito que a iniciativa se torna ainda mais efetiva e importante por dar voz aos mestres carnavalescos e oferecer um registro permanente de valorização destes destacados artistas populares".



Cada aula-espetáculo foi conduzida por um mestre de uma área específica que compõe a estrutura carnavalesca, como porta-estandarte, alegorista, mestre de bateria, baianas, e os demais personagens do carnaval espetáculo. Cada aula está retratada por meio de um evento presencial que reuniu um público de dez jovens que participam do calendário anual de atividades de suas escolas.


Loma, cantora gaúcha de longa trajetória profissional, narra poeticamente o principal tema enredo da vida de cada baluarte na abertura de cada episódio. Já a trilha sonora da websérie é assinada pelo músico percussionista Giovani Berti. O projeto também conta com a coordenação de Rene Goya, da Estação Filmes. A série foi contemplada pela Lei Aldir Blanc.

7 visualizações0 comentário