top of page
  • Desalinho

26° Mostra de Cinema de Tiradentes

Entre os dias 20 e 28 de janeiro, acontece a 26° Mostra de Cinema de Tiradentes, em Minas Gerais. O evento será em formato híbrido, com sessões presenciais e online de mais de 100 filmes, além de debates, oficinas e espetáculos.


"Cinema Mutirão" é a temática do evento que responde aos últimos três anos, quando a pandemia de Covid-19 e os desarranjos anticulturais do governo federal afetaram drasticamente a economia criativa no país, no entanto, os profissionais artísticos conseguiram driblar a crise e continuarem criando.


O conceito de "Cinema Mutirão" tem o objetivo de chamar a atenção das pessoas que desejam colaborar na construção de uma base sólida para a construção e reconstrução do audiovisual brasileiro. "Muitos grupos de lugares diferentes e de campos artísticos distintos (dança, música, teatro) se uniram para fazer audiovisual com os recursos dos editais emergenciais da Lei Aldir Blanc, que, no seu caráter abrangente e flexível, trouxe algumas inovações nas obras, na forma de mobilização do setor e na elaboração de uma política pública em contexto adverso", explica Francis Vogner dos Reis, coordenador curatorial da Mostra de Tiradentes.


Algumas das questões a serem debatidas durante a 26a Mostra de Tiradentes serão: como pensar em formas mais sustentáveis para a economia do audiovisual? Em qual campo o cinema brasileiro precisa lutar para que o aumento da produção nacional de filmes seja acompanhada da sua real inserção no mercado e no imaginário da população brasileira?


A dupla Glenda Nicácio e Ary Rosa foram escolhidos para receberem a homenagem de 2023. Mineiros de nascimento, radicaram-se em Cachoeira (BA) em 2010, ao irem estudar cinema no então recente curso da UFRB (Universidade Federal do Recôncavo Baiano). Fundaram a produtora Rosza Filmes e, desde então, fazem alguns dos títulos mais celebrados do cinema brasileiro contemporâneo, construindo uma vasta comunidade local de realizadores, inclusive em projetos de educação audiovisual.


Glenda e Ary assinaram a direção conjunta de cinco longas-metragens em cinco anos: "Café com Canela" (2017), "Ilha" (2018), "Até o Fim" (2020), "Voltei!" (2021), "Mugunzá" (2022) e "Na Rédea Curta" (2022). Glenda ainda dirigiu um projeto solo, o média-metragem "Eu não Ando Só" (2021). A homenagem a Ary Rosa e Glenda Nicácio é também estendida à Rosza Filmes.


Confira a programação completa no site da 26° Mostra de Tiradentes.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page