top of page
  • Foto do escritorDesalinho

Os melhores 50 álbuns de 2023

Atualizado: 2 de jan.

Depois dos melhores filmes assistidos em 2023, está na hora de compartilhar a lista dos melhores álbuns lançados neste ano. Confira a seguir! 


Mitski - The Land Is Inhospitable And So Are We

Mitski deixou de lado os sintetizadores de Laurel Hell (2022) para desenvolver um álbum que foca nos sentimentos, ou seja, as canções falam sobre solidão, amores e fragilidade, presentes na cantora e em nós também. 


Rodrigo Ogi - Aleatoriamente 

Depois de seis anos, Rodrigo Ogi, ao lado de Juçara Marçal, Don L, Russo Passapusso, Tulipa Ruiz, Thiago França e Siba, utiliza uma lente para compartilhar sua visão particular do mundo e de São Paulo, cidade que é corroída pela violência policial, pela precarização do trabalho e pelo abandono do prefeito e governador. 


Xande de Pilares - Xande Canta Caetano 

As canções de Caetano Veloso ganham um novo brilho na voz de Xande de Pilares. Com direção musical de Pretinho da Serrinha, Xande Canta Caetano é um álbum sensível que celebra a obra de Caê e a alegria de viver. 


Julie Byrne - The Greater Wings

O terceiro álbum de estúdio de Julie Byrne aborda o luto após perder o colaborador musical e parceiro Eric Littmann.


Rodrigo Campos - Pagode Novo 

As primeiras ideias surgiram no isolamento social. Em Pagode Novo, Rodrigo Campos celebra o samba e mostra as diferentes camadas que o gênero possui. Depois de dois anos e meio, o músico colocou seu samba na rua, confira as impressões do show.


Lucas Gonçalves - Câmara Escura

Lucas Gonçalves transformou a câmara escura. Acompanhado de seu violão, o músico cria novas imagens a partir de observações diárias, fazendo com que os ouvintes se emocionem e se vejam nas cenas.


João Castellani - Primeiramente 

João vê sons em locais que acreditamos que não existem - e eles estão presentes em suas músicas. Em Primeiramente, conhecemos uma nova faceta do jovem artista que amadureceu e que continua se emocionando ao criar novas possibilidades.


Ítallo - Tarde no Walkiria 

A capa de Tarde no Walkiria, Ítallo está no mar. Concluímos que o músico não tem mais medo, por isso, ele explora diversas camadas para contar histórias e expressar sentimentos. 


Jards Macalé - Coração Bifurcado 

Com direção artística de Romulo Fróes, Coração Bifurcado é um disco sobre o amor. Nele, Macalé reflete sobre o desejo, obsessões e o delírio, reflexão deste sentimento que nos engole.  


PJ Harvey - I Inside the Old Year Dying 

O mundo enigmático de PJ Harvey segue intacto. Em doze canções, a artista dá o espaço e o tempo necessário para que os ouvintes compreendam suas músicas e ideias.


Tropical Nada - Tropical Nada 

Formado por Daniel Furlan, Bento Abreu e Zé Ruivo, Tropical Nada surgiu despretensiosamente na pandemia e caiu rapidamente no gosto do pessoal, já que a banda brinca com o trágico durante as dez músicas. Saiba como foi o show do Tropical Nada em São Paulo.


Besouro Mulher - Volto Amanhã 

Formado por Arthur Merlino, Bento Pestana, Sophia Chablau e Vitor Park, Volto Amanhã foi idealizado durante o auge da pandemia, por isso aborda um minimalismo estético, trazendo a solidão do isolamento social, além de trabalhar com hipocrisia religiosa, a culpa e a necessidade de sentir querido pelos outros. 


Sophia Chablau e Uma Enorme Perda de Tempo - Música do Esquecimento

Neste álbum conhecemos uma nova banda que passou por transformações sonoras e um amadurecimento imposto pela pandemia. Entre guitarras potentes e ruídos, Música do Esquecimento aborda a melancolia, o isolamento e coloca os ouvintes para dançar. 


Black Belt Eagle Scout - The Land, The Water, The Sky


Xis - Invisível Azul 

Misturando MPB, jazz, funk, soul, blues e música eletrônica, Invisível Azul é um álbum que dialoga com a nova geração, mas não esquece das dores do passado e a dificuldade dos dias atuais. 


Jonathan Ferr - Liberdade 

Após a cura, Jonathan Ferr encontrou a Liberdade, título do último álbum, que traz diversas interpretações para a emancipação de vida e que une jazz ao hip hop. 


Wilco - Cousin 

Com quase 30 anos de história, Wilco volta para sua essência - deixada de lado nos anos 2000 - para cantar sobre ansiedades da vida adulta e a banalidade da mídia ao retratar assuntos sérios. 


YMA & Jadsa - Zelena 

YMA e Jadsa se reuniram para desenvolverem um projeto experimental, formando imagens a partir da escuta. 


Terraplana - Olhar Pra Trás 

Para seguir adiante é necessário olhar para trás. Ao fazer isso, o grupo curitibano revive o passado, momentos vulneráveis e cheios de dor para se libertarem e continuarem com a vida, sem arrependimentos. 


Sara Não Tem Nome - A Situação


Tatá Aeroplano - Boate Invisível 

Misturando psicodelia e pop dançante, Tatá Aeroplano coloca todo mundo para dançar a partir de improvisos ao lado de Bruno Buarque, Dustan Gallas, Junior Boca, Kika e Malu Maria


Bule - Dançando Sem Ninguém Me Ouvir 

Através de músicas dançantes, Bule mostra que não tem medo de mostrar sua vulnerabilidade. Ao compartilhar a dor, o ouvinte se sente abraçado e caí na pista com a banda recifense.


Ava Rocha - Néktar

O néctar deve ser saboreado com calma, aproveitando o sabor por completo. Essa dica deve ser aplicada em Néktar, último álbum de Ava Rocha. Nele, a cantora reforça o poder feminino em diversos gêneros musicais. 


Bike - Arte Bruta 

Misturando diversos gêneros musicais com psicodelia, Bike se concretiza com uma das melhores bandas nacionais, em decorrência da expressão autêntica criativa e por continuar fiel às suas raízes. 


El Mató a un Policía Motorizado - Súper Terror

Influenciados pela pandemia de Covid-19, as incertezas de El Mató estão presentes em Súper Terror, lançado neste ano. Para construir o futuro, a banda olha de forma consciente para o passado e canta suas ideias para inspirar outras pessoas. 



Jessie Ware - That! Feels Good!


Kali Uchis - Red Moon In Venus 

Os sentimentos de Kali Uchis estão aflorados em Red Moon In Venus, um álbum cósmico que traz as experiências românticas vividas pela cantora e compositora. 


Caroline Polachek - Desire, I Want To Turn Into You 

Caroline compartilha em doze músicas inéditas criadas com colaboradores em diversos estilos e tendências, trazendo o pop tradicional em primeiro plano. 


Romulo Fróes e Tiago Rosas - Na Goela

Na Goela não é um disco fácil de se ouvir, pelo contrário, ele constrói um universo sombrio ao compartilhar as 14 músicas. Com uma sonoridade tensa, Romulo e Tiago abordam angústias e dores que são impossíveis de não enxergarem nelas. 


Rodrigo Campos e Romulo Fróes - Elefante 

Amigos e parceiros de longa data, Rodrigo e Romulo se juntam para alinhar as paisagens com o samba paulistano. 


Ana Frango Elétrico - Me Chama de Gato Que Eu Sou Sua 

Em seu novo disco, Ana Frango Elétrico revive a sonoridade dos anos 80 e 90 e declara seu amor pela música brasileira através de letras potentes, que mostram sua vulnerabilidade e sentimentos. 


Lucas Santtana - O Paraíso 

A poesia de Lucas Santtana continua intensa em O Paraíso, último álbum do músico. Nele, o artista traz reflexões sobre a vida, o consumo desenfreado e os problemas causados pelo capitalismo. Um ótimo álbum! 


SONZERIK - Costura Beat Tape

Inspirado nas brasilidades, groove e pela psicodelia, SONZERIK leva o ouvinte para outra dimensão em Costura Beat Tape, compilação de alguns dos beats emergentes do processo criativo.


Filipe Catto - Belezas São Coisas Acesas Por Dentro

É comum que, após perdas, as pessoas queiram celebrar as obras daqueles que se foram. Com a morte de Gal Costa, Filipe celebra as canções da cantora, emocionando os ouvintes. 


Luiza Lian - 7 Estrelas | Quem Arrancou o Céu

Com letras compostas em 2019, o álbum de Luiza Lian só saiu esse ano, depois de anos de desgoverno e uma pandemia. Mesmo com insegurança e medo, Luiza Lian mostra que é necessário continuar com a trajetória. 


Pexera HC - Pexera

No primeiro álbum, Pexera HC apresenta canções que refletem o cotidiano e as dificuldades da periferia nas cidades, além das negligências dos últimos governos. Com letras potentes e elementos do punk, hardcore e metal, o trio denuncia o retorno da extrema direita, fascismo e os desmandos do governo que ecoam até hoje.


Tagua Tagua - Tanto

A sensibilidade de Tagua Tagua está afiada em Tanto, álbum que sintetiza sua trajetória, maturidade e consistência. Nele, o artista reflete sobre a ânsia dos encontros em tempos pandêmicos e abre a disponibilidade para novas descobertas. 


Sobs - Air Guitar 


IZA - AFRODHIT

Após cinco anos, o segundo álbum de IZA ultrapassa os limites do pop e da MPB, mostrando o poder da cantora e de todas as mulheres brasileiras. 


Frederico Heliodoro - The Weight of the News

Em onze canções, Frederico Heliodoro reflete sobre o passado e desenvolve um álbum poético, que traz suas vivências e inspirações. 


Lô Borges - Não Me Espere Na Estação 

Realizar projetos em parceria é uma das marcas registradas de Lô Borges. Em Não Me Espere na Estação, o músico trabalhou ao lado de César Maurício, ex-integrante das bandas Virna Lisi e Radar Tantã. O álbum não segue um caminho linear, mas chega ao destino final, carregado por guitarras e pedais. Saiba mais sobre o show do álbum.


João Bosco - Relicário (Ao Vivo no Sesc)


Christine Valença - Lentes de Âmbar

Após viver diferentes lutos, Christine Valença encontrou forças para celebrar a vida e seguir sua trajetória em Lentes de Âmbar, seu primeiro álbum.


Lurdez da Luz - Devastada

Em quatro músicas, o EP Devastada celebra a grandiosidade da mulher latino-americana em um mundo que segue silenciando-as e se recuperando de anos difíceis. Confira a entrevista com Lurdez da Luz.


Ema Stoned - Devaneio

Neste trabalho, o trio transporta os ouvintes para um mundo cheio de texturas, flutuações e melodias inebriantes. 


Boygenius - The Album 

Phoebe Bridgers, Lucy Dacus e Julien Baker entraram em estúdio com um único objetivo: compartilhar memórias traumáticas, sentimentos e aprendizados. Assim nasceu Boygenius, o trio que compartilha narrativas comuns, fazendo com que os ouvintes se enxerguem nas histórias. 


Kanduras - Tudo Vira Moda

Com novos integrantes, Kanduras apresenta um disco recheado de influências dos anos 90 - que vai além da capa do álbum. As participações especiais de Luiza Kolyka, Vitrola Sintética e Samuel Samuca deixam tudo melhor e mais bonito. 


Gabrre - Don’t Rush Greatness

Combinando elementos de indie, eletrônica, folk, pop, psicodelia e música brasileira, Gabrre explora as experiências de crescer e deixar para trás uma realidade segura, em seu segundo álbum.


Matheus Mota - Tribufu


Arlo Parks - My Soft Machine 



36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page