• Michele Costa

Gente é pra brilhar, não pra morrer de fome

Na música "Gente", Caetano Veloso canta: “Gente é pra brilhar / Não pra morrer de fome”. Alimentação faz parte da Constituição Federal. Está no site do Planalto: "Com o nome "Emenda Constitucional 64, de 2010", a aprovação altera o Artigo 6° da Constituição para introduzir a alimentação como direito social". No entanto, não é isso que a realidade mostra.


Segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados no mês passado, nos últimos cinco anos, o número de pessoas sem acesso regular à alimentação básica aumentou cerca de 3 milhões, chegando a, pelo menos, 10,3 milhões de pessoas nessa situação. Nessa pesquisa, foram excluídas pessoas em situação de rua. O número é muito maior.


Amanhã, dia 16, é o Dia Mundial da Luta Contra a Fome. Diferente do Estado, diversas ONGs e artistas estão programando uma série de ações espalhadas pela cidade para debater e assegurar que esse número diminua. Além disso, marmitas serão distribuídas para pessoas em situação vulnerável.


Leia também: Brunner: o artista incendiário Cia. Pessoal do Faroeste continua resistindo China continua resistindo em dias mortos


Brunner e seu ativismo

O recém entrevistado do Desalinho também está fazendo parte da campanha. Com apoio do Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras) e de Caetano Veloso, Brunner realiza no dia 16 de outubro, às 18h30, a intervenção urbana "Mesa Brilhante".


Sua mesa vai passar pela Av. Ipiranga até chegar ao cruzamento com a Av. São João, escolhido propositalmente em referência à Caetano. A "Mesa Brilhante" foi criada justamente para as pessoas em situação de vulnerabilidade social da região, esse dias, elas farão parte de um verdadeiro banquete. Serão vistas como pessoas. As marmitas serão entregues após o fim da intervenção.


"Eu interpreto o tema 'brilho' que envolve todas as intervenções que serão realizadas como uma forma de dar destaque a essa população que em nosso dia a dia vai se tornando invisível e que dependem de nossa solidariedade para sobreviver. Além disso, não poderíamos ter uma melhor trilha sonora, já que o próprio Caetano Veloso nos autorizou a utilizar sua canção 'Gente É Pra Brilhar', dando sua benção à manifestação", explica.


Além de sua arte, o artista multimídia preparou um vídeo-arte batizado de "Gente É Pra Brilhar, Não Morrer de Fome" que, após o início da distribuição dos alimentos, será apresentado por meios de grandes projeções em um prédio do entorno e outro em Belém do Pará, local escolhido dada a importância do tema ambiental.


O vídeo-arte traz entre os personagens que serão homenageados na transmissão o próprio pioneiro do Tropicalismo, além do Cacique Raoni e a atriz e ativista transexual paulistana Leona Jhovs.


Acompanhe as performances de "Mesa Brilhante" e "Gente É Pra Brilhar, Não Pra Morrer de Fome" na transmissão ao vivo pelo Instagram do artista: @cineparayso.

©2020 por desalinho. Criado com Wix.com