• Desalinho

Exposição-manifesto: "Cartas ao Mundo"

"Cartas ao Mundo", em cartaz no Sesc Avenida Paulista, é uma exposição-manifesto inspirada na obra do cineasta baiano Glauber Rocha e tem como ideia central o espelhamento e o contraste entre utopia e distopia. Dividida em três capítulos, a mostra ocupa ambientes que ganham vida em uma expografia que se modifica durante a visitação.


Alterando-se diariamente, várias vezes do dia, a exposição, que tem curadoria de Bia Lessa, tem um programação semanal definida, com horário para cada atração, incluindo montagens do ambiente expositivo, exibições de filmes e performances. Aos domingos, às 13h ocorrem cortejos contestadores pela Avenida Paulista.


Ao visitar, iniciando sua participação, o espectador assume outros papéis quando se depara com os três capítulos de uma narrativa cinematográfica que estimula, com realidades e ambientes que ganham vida em uma expografia que se transforma incessantemente, com cenários que se modificam durante a visitação. Formas, cores, atos e reflexos conduzem o visitante e são conduzidos por ele. Performances sequenciais, realizadas por uma dezena de artistas, vão preenchendo os universos dos filmes "Asfixia", "Mercadoria" e "O Comum".


"Cartas ao Mundo" é um projeto intencionalmente expansivo e apresentado em diferentes plataformas, ampliando o diálogo com o público e criando diferentes formas de apreciação. O conjunto da obra pode ser visto na GloboPlay e na plataforma Sesc Digital.


A trilogia

Capítulo 1: Asfixia

Mostra a degradação da cidade, diante dos problemas oriundos das grandes metrópoles. As questões são tratadas a partir de depoimentos, citações, poemas, imagens reais e virtuais. A personalidade e obra de Glauber Rocha tornam-se o elemento condutor da narrativa.


Capítulo 2: Mercadoria

Mostra a transformação dos cidadãos em consumidores, questionando os valores humanos. A partir da Revolução Industrial, o desenvolvimento tecnológico viabilizou a fabricação de produtos em larga escala, e consequentemente fez surgir o homem/consumidor. O mundo fica de ponta cabeça, os móveis hospitalares ocupam o espaço aéreo, as obras de arte são transformadas em mercadorias.


Capítulo 3: O Comum

O último capítulo tem como ponto de partida o conceito de Comum de Antônio Negri e Michael Hardt. Uma nova forma de ocupação do Largo do Paissandu é proposta, diante da reflexão visceral de Glauber Rocha.


(Foto: Alisson Sbrana)


Confira a programação

Terças:

12h - Exposição Asfixia

19h30 - Exibição do filme Asfixia

20h45 - Exposição Mercadoria


Quartas:

12h - Exposição Mercadoria

19h30 - Exibição do filme Mercadoria

20h45 - Exposição O Comum


Quintas:

12h - Exposição O Comum

19h30 - Exibição do filme O Comum

21h05 - Exposição Asfixia


Sextas:

12h - Exposição Asfixia

19h30 - Exibição do filme Asfixia

20h45 - Exposição Mercadoria


Sábados:

10h45 - Exposição Asfixia

12h - Exibição do filme Asfixia

13h15 - Exposição Mercadoria

14h30 - Exibição do filme Mercadoria

15h45 - Exposição O Comum

17h - Exibição do filme O Comum


Domingos:

10h45 - Exposição Asfixia

12h - Exibição do filme Asfixia

13h - Exposição Mercadoria

13h - Cortejo

14h30 - Exibição do filme Mercadoria

15h45 - Exposição O Comum

17h - Exibição do filme O Comum


Serviço - Cartas ao Mundo

Disponível até 29 de maio | terça a sexta: 12h às 21h | sábados e domingos: 10h às 18h30

Local: Sesc Avenida Paulista

Grátis | Apresentação da carteirinha de vacinação completa

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo